Tribunal Regional Federal da 1ª Região

início

Comunicação Social

Imprensa

Notícias

INSTITUCIONAL: TRF1 promove palestra sob...

Ir para Menu Ir para Conteúdo Ir para Busca Ir para Mapa Ir para Acessibilidade

Notícias

INSTITUCIONAL: TRF1 promove palestra sobre segurança de crianças e adolescentes na internet

27/09/22 09:35

INSTITUCIONAL: TRF1 promove palestra sobre segurança de crianças e adolescentes na internet

Com o objetivo de sensibilizar o corpo funcional da Justiça Federal da 1ª Região (TRF1) para a importância da segurança da informação no ambiente de trabalho e no cotidiano, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) promove a Semana da Segurança da Informação, com palestras nos dias 26, 28 e 29 de setembro.

O diretor da Tecnologia da Informação do Tribunal, Lucio Melre da Silva, abriu o evento nessa segunda-feira, 26 de setembro, quando destacou que a ideia da Semana de Segurança da Informação é conscientizar e capacitar os servidores da Justiça Federal da 1ª Região para outros aspectos dos cuidados que já temos habitualmente, “que são com aquelas pessoas que interagem com a gente, que estão no rol das nossas maiores preocupações, que são nossos filhos e entes queridos”, explicou.

A palestra do dia foi com a advogada Kelli Angelini, consultora em Direitos e Educação Digital, que falou sobre "Como proteger crianças e adolescentes no mundo digital", abordando perigos e riscos da internet; o estímulo de boas práticas; e como promover conexão com os filhos por meio de instruções e mediação parental.

Uso da internet por criança e adolescentes – Com dados do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic), a consultora apontou que, no pós-pandemia, o uso da internet por crianças e adolescentes cresceu, alcançando cerca de 28 milhões no Brasil, com idades entre 9 e 17 anos.

A advogada explicou que, apesar de a internet ser fonte de conhecimento e lazer, também, pode expor crianças e adolescentes a conteúdos impróprios e sensíveis (suicídio, violência e outros), bem como estimular que cometam atos infracionais, que podem causar sérias consequências: " É importante ter responsabilidade no uso da internet. Quando, por exemplo, o adolescente comete atos que provocam danos a alguém, isso pode gerar indenização e quem irá arcar são os pais".

Nesse contexto, para a advogada, proibir o uso não é aconselhado e¿a prevenção é sempre o melhor caminho. Para isso, Kelli citou três pilares que considera fundamentais para a segurança de crianças e adolescentes na internet:

Ser exemplo¿– pais são modelos para uso da internet e devem se policiar quanto ao tempo e local de uso, além de quais tipos de conteúdo estão compartilhando. Deve-se ter uso responsável e consciente, uma vez que são espelhos para os filhos.

Instruir¿– é necessário criar conexões com os filhos. Para isso, é imprescindível o diálogo. Deve-se estimular o respeito e a empatia on-line; promover conversas sobre consumo de conteúdos apropriados; estabelecer regras de uso e alertar sobre consequências e responsabilidade.

Mediar o uso¿– é importante estar aberto para escutar o que a criança e/ou adolescente tem a dizer, buscar entender quais são suas necessidades e preferências (o que gostam de jogar, postar, assistir etc.). Dessa forma, pode-se estabelecer limites, por meio de regras e controle parental, acompanhando o uso sempre que possível.

A consultora finalizou dizendo que é preciso atentar-se e adotar práticas que direcionem crianças e adolescentes para o bom uso da internet. Dessa forma, podemos protegê-las de riscos e perigos e, além disso, evitar que faltem com empatia e respeito ao próximo.

A próxima palestra da Semana de Segurança da Informação acontecerá no dia 28 de setembro, no Teams, com a analista de segurança Lucimara Desiderá, que abordará o tema “Internet segura para todas as idades”. Inscreva-se para participar.

TS/RF/IM

Assessoria de Comunicação Social
Tribunal Regional Federal da 1ª Região 

Edifício Sede I: SAU/SUL Quadra 2, Bloco A, Praça dos Tribunais Superiores

CEP: 70070-900 Brasília/DF - Telefone: (61) 3314-5225

CNPJ: 03.658.507/0001-25