Tribunal Regional Federal da 1ª Região

início
Ir para Menu Ir para Conteúdo Ir para Busca Ir para Mapa Ir para Acessibilidade

  • Bem-vindo

    Bem-vindo à página da Gestão Estratégica 

    Se você não encontrar o que está procurando, ligue-nos: (61) 3410 3173 
     
    Nossa estrutura: 
    Divisão de Planejamento e Monitoramento da Estratégia - Diple 
       TRF 1ª Região, Edifício Anexo 1 - sala 101 - Brasília-DF 
       (61) 3410 3173 - 
    diple@trf.jus.br 
    > Seção de Avaliação do Planejamento Estratégico - Seple 
    > Seção de Monitoramento da Gestão de Riscos - Semor 
    > Seção de Monitoramento da Gestão de Projetos - Sempe 
    > Seção de Monitoramento da Gestão Socioambiental - Seamb 
     
    Nossa equipe: 
    Maria Carolina de Souza Ribeiro , diretora da Diple
    Josefa Dias Gomes, assistente adjunto 
    Carlos Roberto Domingues , supervisor da Seamb 
    Vânia Regina Fernandes , supervisora da Sempe
     
  • Modelo de gestão estratégica

      Resolução TRF1/Presi 11416629/2020  

      Art. 18 O modelo de gestão dos macroprocessos gerenciais e de controle e aperfeiçoamento compreende:  
      I – A profissionalização e a modernização da governança e da gestão;  
      II – A disponibilização de apoio técnico e metodológico às unidades na implantação dos modelos de gestão estabelecidos nos arts. 14 a 16 desta Resolução;  
      III – O monitoramento das áreas responsáveis pelos macroprocessos finalísticos e das áreas especiais de gestão no que diz respeito a:  
      a) adesão ao respectivo modelo de gestão;  
      b) gestão de riscos e controles internos;  
      c) gestão de projetos;  
      d) gestão de processos de trabalho;  
      e) gestão da transparência.  
      IV – A catalogação e a difusão de boas práticas;  
      V – A busca por novas práticas e modelos de gestão que promovam o crescimento da Justiça Federal da 1ª Região.  
      § 1º O modelo de gestão estratégica compreende, ainda, o planejamento, a execução, o monitoramento e a avaliação da estratégia e dos resultados dos objetivos, indicadores e metas estabelecidos, a prestação de contas e a responsabilização dos gestores e a participação democrática das partes interessadas em todos os processos envolvidos. 
  • Estratégia da Justiça Federal da 1ª Região
      Art. 8º A estratégia da Justiça Federal da 1ª Região é estabelecida pela governança, com a participação de todos, e comunicada à gestão por meio dos seguintes planos institucionais: 
      I – Plano Estratégico da Justiça Federal da 1ª Região; 
      II – Planos Estratégicos das diversas áreas de gestão.   
      § 1º O modelo de gestão estratégica da Justiça Federal da 1ª Região compreende a identificação, mapeamento e priorização de demandas, necessidades e expectativas das partes interessadas; a avaliação do ambiente interno e externo da organização; a avaliação e prospecção de cenários; a definição e alcance da estratégia; a definição e monitoramento de objetivos, indicadores e metas; o alinhamento de estratégias e operações das unidades de negócio e organizações envolvidas ou afetadas e a avaliação de todos os processos envolvidos de forma cíclica por meio das seguintes etapas: 
      I – Elaboração e implantação dos planos institucionais; 
      II – Execução das estratégias previstas nos planos, contemplando: 
      a) desdobramento dos objetivos em indicadores, metas e iniciativas; 
      b) acompanhamento e divulgação periódica dos resultados; 
      III – Avaliação da execução da estratégia considerando o desempenho no cumprimento das metas e o impacto das metas e iniciativas sobre os objetivos estratégicos; 
      IV – Prestação de contas e implantação de melhorias fundamentadas na avaliação da execução da estratégia e nos resultados institucionais alcançados. 
      § 2º A estratégia é executada de forma descentralizada no Tribunal e nas seccionais, com atuação dos gestores nos seguintes níveis: 
      I – Estratégico, responsáveis pela gestão estratégica e por avaliar, direcionar e monitorar, internamente, a gestão tática do Tribunal ou da seccional;  
      II – Tático, responsáveis pela gestão tática e por coordenar a gestão operacional em áreas específicas; 
      III – Operacional, responsáveis pela gestão operacional e pela execução dos macroprocessos finalísticos e de suporte da prestação jurisdicional 
      § 3º A estratégia da Justiça Federal da 1ª Região é monitorada e avaliada por meio do acompanhamento dos indicadores e metas, da gestão de riscos e controles internos e da avaliação de desempenho das pessoas envolvidas, independentemente do cargo ou função que ocupam. 

       

  • Execução da estratégia

      Resolução TRF1/Presi 29/2014 

      Art. 2º A execução da estratégia prevista no Planej 2015-2020 cabe a todos os desembargadores e juízes federais, servidores, estagiários e prestadores de serviço do Tribunal e das Seções e Subseções Judiciárias da 1ª Região, que deverão envidar os esforços necessários para o alcance dos macrodesafios, objetivos estratégicos e metas estabelecidos.  
      § 1º Os dados estatísticos processuais relativos aos indicadores e às metas do Planej 2015-2020 estarão disponíveis para consulta online de todos os magistrados e servidores da Justiça Federal da 1ª Região no Sistema de Informações Gerenciais da Justiça Federal da 1ª Região – e-Siest, de modo a propiciar o seu monitoramento mensal para integral cumprimento.  
      § 2º Para a execução da estratégia prevista no Planej 2015-2020 e integral cumprimento de suas metas, ficam os magistrados e servidores de todas as unidades do Tribunal e das Seções e Subseções Judiciárias autorizados a propor projetos, planos de ação e boas práticas para otimização de processos e procedimentos de trabalho às seguintes autoridades:  
      I – Magistrados: ao Presidente ou ao Diretor-Geral do Tribunal;  
      II – Servidores: ao Diretor-Geral, no Tribunal; ao Diretor da Secretaria de Administração, nas Seções Judiciárias; e ao Diretor do Núcleo de Apoio ou ao Supervisor da Seção de Suporte Administrativo e Operacional, nas Subseções Judiciárias, conforme o caso.  
      § 3º Será realizado, pelo menos a cada dois anos, o Encontro Estratégia em Ação entre as áreas de gestão estratégica e administração do Tribunal e das Seções Judiciárias, de acordo com a disponibilidade orçamentária. (Redação dada pela Resolução Presi 24 de 14 de julho de 2017)  
      § 4º Preferencialmente, o evento de que trata o § 3º deste artigo será realizado na mesma semana do evento a ser promovido pelo CJF, de forma que os convidados possam participar de ambos, quando o evento do CJF for extensivo aos servidores da 1ª instância. (Redação dada pela Resolução Presi 24 de 14 de julho de 2017)  
       
  • Monitoramento da estratégia
      Art. 3ª A implementação e o monitoramento do Planej 2015-2020 e o monitoramento dos projetos classificados como estratégicos competem:   
      I – No Tribunal: à Secretaria de Gestão Estratégica e Inovação – Secge  
      II – Nas Seções e Subseções Judiciárias: às unidades administrativas responsáveis pelo apoio à gestão estratégica da seccional; (Redação dada pela Resolução Presi 24 de 14 de julho de 2017)   
      Parágrafo único. Serão monitorados, a cada ano, os indicadores e as metas estratégicas eleitos pelos Presidentes dos Tribunais Regionais Federais nos Encontros Nacionais do Poder Judiciário entre aqueles aprovados no Plano Estratégico da Justiça Federal, anexo da Resolução CJF 313/2014. (Incluído pela Resolução Presi 24 de 14 de julho de 2017)   
      Art. 4º Cabe à Divisão de Estatística – Diest/Secge informar os dados relativos às Metas Nacionais do Poder Judiciário e às Metas Específicas da Justiça Federal ao CNJ, nos prazos estipulados e no sistema próprio fornecido por aquele órgão.   
      Parágrafo único. A Diest, com o apoio da Secretaria de Tecnologia da Informação – Secin, deve tomar as providências necessárias para que a extração dos dados das metas referidas no caput, bem como dos indicadores constantes do PEJF e de outros planos dele decorrentes, seja feita de forma automática pelo Sistema de Informações Gerenciais e Estatísticas da Justiça Federal da 1ª Região – e-Siest. (Redação dada pela Resolução Presi 24 de 14 de julho de 2017). 

       

  • Pesquisa Nível de Conhecimento em Planejamento Estratégico

       Acesse aqui os resultados da pesquisa realizada junto a gestores do Tribunal em janeiro de 2019

  • Cartilha Você é Parte

       Acesse aqui a Cartilha Você é Parte, elaborada em janeiro de 2019, com informações sobre o Planejamento Estratégico da Justiça Federal da 1ª Região

Edifício Sede I: SAU/SUL Quadra 2, Bloco A, Praça dos Tribunais Superiores

CEP: 70070-900 Brasília/DF - Telefone: (61) 3314-5225

CNPJ: 03.658.507/0001-25